PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio

PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio
A mesma Parada vista por dois olhares

7 de abril de 2016

TRADIÇÕES - RITOS DA QUARESMA


SERRA DAS VELHAS EM PARADA DE INFANÇÕES - 2016

Meus caros conterrâneos, leitores e amigos.

Esta tradição costuma ter lugar numa noite de quarta-feira da terceira semana da quaresma.

Esta é a noite das jovens avós. Estas simbolizam a vida que se continua em seus filhos que acabaram de ser pais e, por isso, simbolizam a luz que rompe essa noite do longo Inverno.

Noite especial, a partir daqui dá-se início à contagem decrescente para o tempo Pascal e passagem para a Primavera anunciada.

Parada de Infanções assume desde tempos imemoráveis a tradição de celebrar nesta noite mágica a Serra das Velhas, cujas destinatárias são precisamente as mulheres que acabaram de atingir este estádio existencial, em toda a sua plenitude: a condição de avós.

O Povo de Parada dá continuidade a esta ancestral tradição; o cântico ritual está completamente isento de qualquer crítica. Cântico sagrado, litúrgico mesmo, uma prece á divindade a favor destas mulheres pela sua felicidade nesta vida e na futura.

No contexto desta pequena descrição, até porque este ano bateu à porta da minha querida sobrinha Tila, tive oportunidade de fazer este pequeno vídeo, que vou partilhar convosco neste meu/vosso pequeno espaço virtual, bem como o nome de todos os participantes nas cantorias.
   

Os intervenientes foram os seguintes:
Manuel Rodrigues, António Pires, Constantino Afonso, Manuel Afonso, Amélia Machado, Augusta Machado, Maria Emília R. Afonso, Ana Rodrigues Afonso, Denérida Martins, Maria Geraldes, Isilda Geraldes, Ana Alves e Cassilda Neves.

Terminada a cerimónia, teve lugar um excelente convívio onde não faltou os mais variados petiscos e bebidas, proporcionado pela minha sobrinha homenageada.

Também quero relevar o elevado apreço que tenho por estas tradições, formulo votos que se dê continuidade às mesmas, e aos presentes agradecer por me proporcionarem este excelente momento.

Como sempre o meu caloroso e fraternal abraço. VIVA PARADA.

Manuel Afonso (Manuel Silvino)

0 comentários: