PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio

PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio
A mesma Parada vista por dois olhares

22 de abril de 2015

Almoço Convívio de Paradenses

Caros conterrâneos, amigos e leitores;

De cada vez que nos propomos realizar algo, somos imbuídos por sentimentos de preocupação, dedicação, organização, esforço, empenho e, principalmente, união. Todos esses sentimentos dão lugar a um novo, quando atingimos o nosso objectivo, a GRATIDÃO.

Pensando na nossa mais recente realização: 2º Almoço Convívio de Paradenses, realizada no passado próximo dia 18 do corrente mês, quero, enquanto porta-voz da comissão organizadora deste ano, manifestar a nossa Gratidão a todos os Paradenses, nados ou não na nossa querida aldeia, pelas suas presenças. Agradecemos de uma forma geral a todos os que com a sua presença prestigiaram a festa, pois sem dúvida, sem a presença dessas pessoas, todos os esforços na organização do evento seriam em vão. Todavia não esquecemos todos aqueles que, por motivos vários, não conseguiram estar presentes fisicamente, mas que, atempadamente, deram desse facto conhecimento.

Aproveitando o embalo, não poderia deixar de referir quem comigo esteve nesta comissão organizadora. Para o sucesso do evento foi imprescindível a união de todos os esforços e a dedicação de todos os envolvidos, cada um dando uma parcela de contribuição, cuja soma foi o resultado satisfatório alcançado e que irá beneficiar, na minha opinião, eventos futuros. É importante ressaltar os comentários positivos que recebemos pós-evento, que elevam e dignificam o trabalho que realizámos colectivamente.

Com a efectiva participação de cerca de 120 pessoas de diferentes partes deste nosso rectângulo, temos toda a legitimidade de nos sentirmos orgulhosos.

Agradecimentos especiais ao Engº Victor Cordeiro que foi fazendo as fotografias, para podermos ilustrar este trabalho e registar para memória futura, para além de algumas “chapas” com o cunho deste vosso amigo.

Sem mais delongas, segue-se “filme” elaborado com as chapas tiradas no evento.

A pedido de alguns Paradenses presentes no evento, transcrevo na íntegra carta de agradecimento lida no evento por esta comissão organizadora.

“ Caras conterrâneas e conterrâneos,

Minhas senhoras e meus senhores,

Encontramo-nos aqui reunidos para o nosso segundo convívio, depois de no ano transacto um grupo de Paradenses se ter lembrado de levar a efeito um jantar convívio em jeito de encontro.

Pela adesão que então tiveram, em boa hora o fizeram e disso jamais nos poderemos esquecer, pelo que, perante todos os presentes, mais uma vez, lhe reiteramos a nossa profunda gratidão. Para eles, nós vos pedimos uma calorosa salva de palmas.

Neste segundo encontro, praticamente duplicamos o número de presenças, o que, só por si, atesta bem o espírito de coesão de todo um povo, a qualidade dos seus sentimentos e revela as suas raízes culturais, familiares e sociais, que tanto nos distinguem e devemos preservar a todo o custo, não só através destes convívios, como de outros eventos que se julgue importante concretizar.

Por isso, como comissão organizadora deste almoço, é com imenso orgulho e enorme satisfação, que hoje vemos aqui reunidas, em convívio, diferentes gerações da nossa querida aldeia – PARADA DE INFANÇÕES. Queremos, a todos vós, em geral, deixar aqui uma palavra de agradecimento pela vossa presença massiva, não podendo esquecer, não só, aqueles que tiveram que fazer grandes deslocamentos para poderem conviver connosco, mas muito especialmente aqueles que por razões de diversa ordem, não lhes foi possível dizer presente, embora muitos deles, se não todos, nos tivessem transmitido a sua gratidão pelo convite e revelado a tristeza que sentiam pela sua ausência. A todos, sem excepção, o nosso BEM HAJAM.

Quando esta comissão resolveu assumir o encargo de organizar o convívio do corrente ano, estabeleceu alguns pressupostos para a sua concretização que julgamos conveniente transmitir-vos. A saber;

1º Realizar este convívio ao almoço de um sábado;

2º Realizá-lo no mês de Abril;

3º Se possível, realizá-lo num restaurante, por ordem de prioridade, com as seguintes características:

- Suficientemente espaçoso para albergar no mínimo oitenta pessoas;

- Que nos garantisse privacidade;

- Com bons parques de estacionamento;

- E, na medida do possível, pertencesse a alguém de Parada ou fosse transmontano.

Julgo que estes pressupostos justificam sobejamente a nossa escolha, embora nem todos fossem possíveis cumprir. Fazemos voto que seja do vosso agrado.

Esta comissão é defensora da continuação da realização deste encontro de Paradenses, contudo, julga ser necessário definir se o mês, a hora e o local da sua realização é encargo da comissão nomeada ou se entende que essa decisão deve ser tomada depois de ouvidas a maioria dos Paradenses, residentes na área de Lisboa através de e-mail.

No mesmo sentido se põe o problema da nomeação da comissão para a organização do convívio no próximo ano, sendo nós da opinião de que se deve dar prioridade ao voluntariado.

Fazemos votos que este convívio seja uma fonte de união, fortalecimento e enriquecimento para todos nós, muito especialmente para todos aqueles que, por contingências da vida, tiveram de procurar o futuro, longe da terra que os viu nascer.

Em nome da comissão, mais uma vez, o nosso muito obrigado.

VIVA PARADA! “

Resta-me não só divulgar os nomes da comissão organizadora para 2016 - João Afonso, Jorge Afonso e Ricardo Afonso, bem como desejar-lhes o maior sucesso na tarefa com que ficaram a cargo.

Num abraço fraterno, os meus cumprimentos e VIVA PARADA.

Manuel Afonso (Manuel Silvino)

2 comentários:

Neves disse...

Que bom ter quem nos dê notícias da nossa querida aldeia ,e saber do que por lá se passa quando nós emigrantes estamos longe.Obrigada Manuel e parabéns a vocês todos que organizaram tal convívio que parece ter sido um sucesso .pois é mesmo importante o vosso empenho em fazer viver a nossa terra dessa maneira .

João Machado disse...


O visionamento deste magnífico vídeo fotográfico permite uma apreciação completa e detalhada a todos os que diretamente desfrutaram de mais um excelente convívio, com que a comissão organizadora nos presenteou. Paradenses reunidos pela 2ª vez em Lisboa, pudemos desfrutar de um ótimo repasto, e uma tarde de sábado em ambiente de convívio muito salutar, fortalecendo os laços afetivos e de amizade entre todos. De salientar uma particularidade própria dos Paradenses, principalmente quando nos encontramos fora do berço, em que a união é, em meu entender, muito mais forte e autêntica. A enorme adesão ao evento é fruto do trabalho desenvolvido pela organização, mas influenciada, também, pela particularidade que referi. Os objetivos por vós estabelecidos há cerca de um ano atrás, de acordo com os comentários da generalidade dos presentes, foram plenamente atingidos. Obrigado Apolinário, Manuel e José Emílio. Bem Hajam