Siga-me no OLHARES

O Olhar

O Olhar
Manuel Afonso (Silvino)

Caro Conterrâneo / Amigo

Tens fotos relacionadas com a nossa aldeia, com as suas gentes, hábitos, costumes, tradições, ou simplesmente com a vivência diária, e gostarias de as ver publicadas?
Tens histórias, notícias ou factos importantes a divulgar e que possam ser divulgados?
Então estás à espera de quê? Envia um e-mail para: manuelantonioafonso@gmail.com
A tua participação só irá melhorar este espaço!
Bem-hajas.

Acerca de mim

A minha foto
Rinchoa / Rio de Mouro, Sintra, Portugal
"Ser fotógrafo não é apenas ser artista, é olhar o mundo por um rectângulo mágico onde a alma sensível enquadra a beleza mais singela do dia-a-dia. Ser fotógrafo, não é um simples “ser”, mas possuir o hábito de fotografar até mesmo com os olhos, admirar a vida num todo, manter-se sempre atento à luz do dia, à forma das nuvens, às luzes que iluminam as ruas escuras, encantar-se com os reflexos nas calçadas molhadas. Ser fotógrafo não é só clicar, é sujar os joelhos, buscar um ângulo diferente, revelar uma beleza desafiadora, tentar contaminar a todos com aquele rectângulo que, infelizmente, eles não vêem!!! Fotografia não é apenas arte… é uma paixão!!!"

Siga-me no FACEBOOK

Seguindo os Olhares

RSS

FAMÍLIA MARTA – A minha família

Caros familiares, amigos, conterrâneos e visitantes;

Desde o seu “nascimento” até à presente data, ainda não tinha referido, neste meu/nosso espaço, matéria que focasse particularmente sobre a minha própria família. Achei oportuno escrever algumas coisas, desta feita sobre o lado paterno, uma vez que localizei esta fotografia, onde se encontram os meus avós Martas, rodeados pelos seus sete filhos. Dos sete, faleceu a Elvira muito nova, aliás eu já não tive o privilégio de a conhecer.

Para melhor visualização fiz questão de legendar a foto para que possam recordar e melhor identificar os nossos familiares.

Família MARTA
Infelizmente também me não foi dada a graça de conhecer os meus avós, motivo que mais me incentiva a colocar este post, prestando-lhes uma singela homenagem, porque, infelizmente, já não fazem parte do mundo dos vivos, enquanto que, entidades físicas, mas para sempre vivos no meu coração.
Falando sobre a minha família, apenas sei que era muito feliz, trabalhadora e generosa.
Tanto meu pai. como o(a)s meus/minhas tio(a)s pautaram-se pelos critérios de vida recebidos, todos eles casaram, o que veio a dar origem a uma família numerosa.
Esta foto que aqui e agora coloco, também representa a árvore genealógica e uma grata recordação para todos.
Para terminar, quero dizer a todos os meus primos que estejam interessados em obter esta foto, que eu já mandei restaurar, podem contactar-me que eu tenho o maior prazer em a oferecer.
Com um grande abraço

Manuel Afonso (Manuel Silvino)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Kim disse...

Muito bem, Manel. É fácil, não é?
Parabéns por esta farta e feliz família. Nem toda a gente tem a sorte de ter uma foto destas.
Parabéns e grande abraço

Rita Marta disse...

Também sou Martha o meu bisavô era o Augusto Luiz Martha

PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio

PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio
A mesma Parada vista por dois olhares