PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio

PARADA - Lar, Doce Lar - Meu Berço e meu Refúgio
A mesma Parada vista por dois olhares

12 de março de 2012

Recordar

Conterrâneos, leitores e todos os amigos que tal como eu gostamos do cantinho onde nascemos.

Hoje uma conterrânea nossa, a CARMINDA LEMOS, teve a amabilidade de enviar esta espectacular foto do nosso Bairro de Oleiros, com os telhados cobertos por um manto de Neve.

O Bairro de Oleiros pintado de branco

Veio esta contribuição dar voz ao meu apelo, que se traduzia em aceitar e agradecer a colaboração de todos aqueles que o pretendessem fazer, em prol do aumento e mesmo melhoria deste espaço que, ao fim e ao cabo, é de todos nós.

Renovo o apelo a todos os que queiram colaborar comigo, enviando-me fotos, acontecimentos, assuntos que gostassem de ver reflectidos neste nosso espaço.

Acontece que como este ano infelizmente não conseguimos ver esta paisagem na nossa terra, achei muito oportuno fazer esta publicação, pois com certeza vai dar um pouco de alegria a todos nós.

A ti Carminda, o meu muito obrigado, espero que continues a ser minha leitora atenta e a enviar-me tudo quanto achares que se deva realçar na nossa querida terra.

Manuel Afonso (Manuel Silvino)

1 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro amigo Manuel

É com grande contentamento que vejo o nome da minha linda aldeia neste maravilhoso mundo virtual.
Parada de Infanções, aldeia com aproximadamente 500 anos de história. É com iniciativas destas damos a conhecer o nosso cantinho ao mundo.
Seria bom que quem tivesse fotos antigas de Parada que as pudesse divulgar, todos ficaríamos a ganhar.
Manuel, tens que pesquisar mais, se te interessa tenho uma foto da minha avó Elisa, mais os seus filhos, teus vizinhos.
Um grande obrigado à minha filha Isabel, pois é ela a autora da maior parte das fotografias.
Cumprimentos

Carminda Lemos